Saiba como foi a Campus Party #cpbr8 – parte I – chegando na area 42

E lá se foi mais uma Campus Party. Foi a 7ª vez que participei (desde 2010 em São Paulo e também na 1ª Campus Recife, em 2012). A primeira vez que fui, fui sozinho e nas demais vezes em caravana. O pior dia sempre foi o primeiro, com o longo calvário para conseguir pegar a credencial e entrar. Filas, muitas filas. E aí temos o primeiro ponto positivo para esta edição da Campus Party! A entrada dos campuseiros e campuseiras, especialmente para quem foi de caravana, foi a melhor e mais organizada que já vi! Os ônibus tinham um horário pré-determinado para chegar, e enquanto esperavam para passar seus equipamentos e receber suas barracas, os crachás já eram distribuídos pelos líderes de caravanas.

A caravana de Florianópolis-Palhoça-São José-Itajaí e Curitiba (ah, tinha um de Blumenau perdido também) chegou no Centro de Convenções Expo São Paulo (ex-Imigrantes) por volta de 8h e antes das 10h já estávamos dentro da área das barracas. Se pensarmos que já houve edições em que passamos O DIA TODO na fila, pense na nossa alegria!

Por volta de meio-dia foi aberto o acesso à Arena, e a nerdaiada já começou a ocupar seus lugares. Geralmente as caravanas ocupam lugares próximos, marcando com banners a sua localização. Os blogueiros também costumam levar banners pra marcar seu lugar e fazer uma divulgação básica 😉

No primeiro dia acontece apenas a abertura da Campus Party, com a tradicional contagem regressiva. É o dia pro povo chegar, se acomodar e começar a usar a internet, que já estava disponível quando se liberou o acesso à Arena. Também pra aproveitar e ajeitar as coisas na barraca, que será a “casa” de cada um durante os próximos 4 dias (5 pra alguns que ficam até o domingo).

No dia 4, quarta-feira, foi quando a #cpbr8 realmente começou, com a realização das primeiras palestras pela manhã e às 13 horas o primeiro palestrante de peso, o Dr Miguel Nicolélis – mais conhecido como o cara do exoesqueleto da abertura da Copa do Mundo do ano passado, mais conhecida como aquela em que perdemos pra Alemanha de 7×1 🙁

Opine

comentários

Publicado por Wladimir

Nerd desde sempre. Começou a programar em Basic, em um CP 400 Color II lá por 1985. Fã de Star Wars, Star Trek e outras séries espaciais. Pai de 4 filhos - um era pra se chamar Linus, mas o nome encontrou muita resistência :( Aliás, software livre é outra paixão. Usuário Linux desde 1999. Presidente da Associação Software Livre Santa Catarina. Defensor do livre compartilhamento. É o compartilhamento que tem feito a humanidade avançar. As ideias são uma construção coletiva da humanidade :) Foi fundador do Partido Pirata do Brasil e membro de sua 1ª Executiva Nacional (2012-2014). Foi também assessor do gabinete do Ministro da Ciência e Tecnologia durante 2016, até a efetivação do golpe que destituiu Dilma Rousseff. Ah, também é editor aqui dessa bagaça, onde, aliás, você também pode colaborar. Só entrar em contato (42@nerdices.com.br) e enviar suas dicas, artigos, notícias etc. Afinal, a Força somos nós!

Website: http://www.nerdices.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *