Cientista russo alerta: “A humanidade precisa se preparar para um ataque vindo do espaço”

  

Segundo um cientista russo, nossa civilização tem que se preparar para repelir um ataque vindo do espaço.

Não, não estaremos lutando contra alienígenas ainda, mas as potenciais civilizações alienígenas não são a única ameaça para a humanidade.

De acordo com Konstantin Sivkov, membro da Academia Russa de Mísseis e Artilharia e capitão sênior do Exército russo, precisamos criar armas para defender a Terra contra os asteroides do “dia do juízo final”.

 

 

Segundo um cientista russo, nossa civilização tem que se preparar para repelir um ataque vindo do espaço.

Não, não estaremos lutando contra alienígenas ainda, mas as potenciais civilizações alienígenas não são a única ameaça para a humanidade.

De acordo com Konstantin Sivkov, membro da Academia Russa de Mísseis e Artilharia e capitão sênior do Exército russo, precisamos criar armas para defender a Terra contra os asteroides do “dia do juízo final”.

Em um artigo publicado pelo jornal VPK News, o capitão russo sugeriu que a comunidade internacional precisa trabalhar em uma arma que tenha a capacidade de repelir corpos celestes potencialmente perigosos.

O cientista acredita que a ameaça representada pelos asteroides para a humanidade merece a criação de uma arma internacional para combatê-los.

 

Ele comparou:

Diante do perigo da extinção do ser humano como uma espécie biológica, todos os nossos conflitos geopolíticos são como uma briga infantil sobre um brinquedo, em uma caixa de areia.

 

O especialista propõe destruir asteroides com foguetes com ogivas termonucleares, autoguiadas e criar “um sistema de controle regular ou omnidirecional do espaço que rodeia a Terra” para a detecção de asteroides perigosos.

Além disso, Sivkov afirmou que o sistema proposto deve ser controlado por um “conselho científico”, enquanto homens de negócios, políticos, soldados e “representantes de qualquer estrutura militar” que produzem “teorias canibais sobre a redução razoável da população” não estejam envolvidos no processo de tomada de decisão quanto a este respeito.

O especialista acredita que o projeto que ele recentemente propôs é, de fato, um possível objetivo, já que apesar dos altos custos, “apenas 25-30% do atual orçamento militar dos EUA seria necessário”.

Considerando que as despesas militares dos EUA para o ano fiscal de 2018 constituem, de acordo com a aprovação da Administração do Trump, 700 bilhões de dólares, a iniciativa de Sivkov seria muito mais barata para a comunidade internacional: ‘apenas’ cerca de 210 bilhões de dólares.

Levando em consideração que vários países participariam do programa, o projeto se revela relativamente barato. Mas, novamente, quem pode colocar um preço sobre a sobrevivência da raça humana?

 

 

Fonte: OVNIHoje

Opine

comentários

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.