Veja as diferenças do Galaxy S8 para o Galaxy S9

Samsung anunciou na MWC 2018, em Barcelona, os celulares premium Galaxy S9 e Galaxy S9 Plus, evoluções dos Galaxy S8 e S8 Plus de 2017. Os lançamentos trazem áudio estéreo, processador Snapdragon 845 e câmera com abertura dupla, uma novidade no mercado de smartphones. Os aparelhos continuam se destacando pela tela quase sem bordas, mas elas seguem com 5,8 polegadas no modelo menor e 6,2 polegadas na versão Plus.

Uma das principais mudanças está nas vantagens extras para quem optar pela variante maior e mais cara, que passa a contar com mais diferenciais além dos tamanhos da tela e da bateria. Veja no artigo a seguir tudo o que muda e o que permanece inalterado entre as gerações dos smartphones da Samsung.

Câmera

As novidades de fotografia são o centro das atenções no Galaxy S9. O sensor de 12 MP permanece, mas conta com um novo mecanismo físico que ajusta a abertura de lente para controlar melhor a entrada de luz. Enquanto a linha S8 trazia abertura fixa de f/1,7, o S9 incrementa a abertura máxima para f/1,5 e permite fechar para f/2,4 dependendo da situação. O celular identifica o cenário e configura a lente automaticamente, algo visto pela primeira vez em um smartphone.

A tendência é que a novidade permita obter fotos com muito mais detalhes em ambientes com boa iluminação, ao passo que fotos tiradas em locais escuros devem ficar ainda melhores que antes. Embora o veredito só saia em definitivo no review, as primeiras impressões são promissoras.

Outro destaque vai para a presença de câmera dupla no S9 Plus, algo que até então a Samsung só havia oferecido no Galaxy Note 8. Assim como o supercelular lançado em 2017, o S9 de tela maior traz uma segunda câmera traseira de 12 MP, com uma lente de distância focal diferente para oferecer zoom óptico e facilitar a captura de fotos com fundo borrado.

No setor frontal, a câmera de selfies continua com 8 MP de resolução e autofoco, mas permite capturar fotos no estilo autorretrato, com fundo desfocado. Além disso, usando um scanner de face embutido, o usuário pode criar versões digitais animadas com o próprio rosto para compartilhar nas redes sociais. O recurso, chamado de AR Emoji, se parece com o Animoji, da Apple.

Armazenamento, processador e memória RAM

Como de costume, a Samsung adicionou um conjunto mais poderoso de componentes no seu principal lançamento do ano. O S9 conta com o processador mais recente da Qualcomm, o Snapdragon 845. Ele deve oferecer desempenho maior em tarefas pesadas se comparado com o Snapdragon 835 de 2017, e será equipado no modelo a ser vendido no Brasil.

Depois de alguns anos, a Samsung opta por lançar uma só versão do aparelho no mundo inteiro, deixando de lado modelos com chip da marca própria Exynos.

O S9 não obteve incremento de memória RAM, que se mantém com 4GB. A novidade nesse caso é exclusiva da versão Plus, que será comercializada com 6 GB de RAM. A quantidade extra de memória foi uma das particularidades de uma variante especial do S8 Plus ano passado, mas se tornará padrão em 2018.

No armazenamento continuam as opções com 64 GB, 128 GB ou 256 GB, além de entrada para cartão de memória microSD de até 256 GB. Ainda não se sabe quais opções de memória interna serão comercializadas no Brasil.

Áudio

Os Galaxy S9 e S9 Plus contam com uma nova saída de áudio na parte superior que, somada ao alto-falante inferior, oferece som estéreo ao assistir vídeos e ouvir música sem fones de ouvido. Os aparelhos ainda trazem tecnologia Dolby Atmos para som mais imersivo. Se o usuário optar por fones com fio, os celulares seguem oferecendo entrada P2 para modelos comuns analógicos.

Design e tela

Há pouco o que notar de diferente no design em comparação com a geração anterior. As únicas mudanças ficam por conta de 1,4 mm a menos de altura e um novo posicionamento do leitor de digitais na traseira, que passa a ser localizado abaixo da câmera. A falta de ergonomia para desbloqueio com o sensor foi uma das maiores críticas ao S8, algo que parece ter sido resolvido nos novos modelos. De resto, porém, o visual dos celulares permanece o mesmo.

Embora o display curvado ainda seja o carro-chefe do smartphone, a tela permanece com o tamanho dos modelos antecessores. Por conta da altura menor, o aproveitamento da parte frontal chega a subir de 83,9% para 84,4%, mas as demais características do painel são iguais: resolução Quad HD (1440 x 2960 pixels), tecnologia Super Amoled e proteção com vidro Gorilla Glass 5.

O corpo dos celulares tem ainda a mesma construção em metal e vidro do S8, e são resistentes a água e poeira com a certificação IP68. Permanecem as cores preta, prata e azul (ametista), e a nova opção rosa substitui a cor dourada.

Bateria

Os lançamentos continuam com bateria de 3.000 mAh na versão menor e 3.500 na variante Plus. A novidade na geração S9 deverá ficar por conta de um consumo menor de energia do processador. Segundo a Qualcomm, o Snapdragon 845 é mais econômico, apesar de oferecer mais velocidade. Com a mesma capacidade de armazenamento, a tendência é que as bateriais durem mais tempo para descarregar. Ainda não se sabe, porém, qual é o nível de melhoria percebido no uso diário.

Versão do Android

Os lançamentos da Samsung saem de fábrica com o Android 8 Oreo, versão mais recente do sistema do Google. Há algumas mudanças também no sistema proprietário da fabricante, como uma nova tela inicial da assistente Bixby e uma interface remodelada do app de câmera. No entanto, assim como a atualização do Android, essas novidades deverão ser liberadas em breve também para o Galaxy S8.

 

Fonte: Techtudo

Opine

comentários

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.