Entenda por que você NUNCA deve ferver a mesma água duas vezes.

 

É algo que deve ter acontecido com todos nós. Muitas vezes nós fervemos muita água para preparar chá ou cozinhar e, em seguida, aproveitamos a mesma água e a fervemos novamente por uma série de motivos (incluindo evitar o desperdício). Mas essa prática aparentemente inofensiva pode causar muitos problemas. Nós explicamos:

 

Sim, embora possa parecer uma prática completamente segura, estudos mostram que ferver mais de uma vez a mesma água pode trazer sérios problemas de saúde, à menos que a água seja destilada, aí não há problemas.

 

Quando a água ferve, conforme ela borbulha e vaporiza, há mudanças químicas envolvidas neste processo. 

 

A água comum contém gases e minerais dissolvidos. A química da água muda quando você a ferve, a fazendo dissolver os gases e eliminar compostos voláteis (o processo mata as bactérias, é verdade). No entanto, se você ferver a água por muito tempo ou refervê-la duas ou mais vezes, você corre o risco de concentrar determinados produtos químicos indesejáveis que podem estar em sua água.

Exemplos de produtos químicos que se tornam mais concentrados incluem nitratos, arsênio e flúor.

 

 

Enquanto a água fervida é boa por conta da ausência de bactérias, o aumento da concentração de substâncias tóxicas pode colocá-lo ao risco de desenvolver determinadas doenças, incluindo câncer. Por exemplo, a ingestão excessiva de nitratos tem sido associado a certos tipos de cancro. A exposição ao arsênico pode produzir sintomas de toxicidade, além de que tem sido associada a algumas formas de câncer. Até mesmo minerais “saudáveis” podem se tornar perigosos se concentrados em excesso.

A ingestão excessiva de cálcio, comumente encontrada na água e água mineral potável, pode causar pedras nos rins, o endurecimento das artérias, artrite e cálculos biliares.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *