O que aconteceria com a Terra se ela realmente fosse plana?

 

A Terra é uma esfera, não tão perfeitamente redonda de quase quatro mil milhas de raio, orbitando uma estrela ao lado de outras “esferas” de diferentes tamanhos. Levamos a tecnologia até o espaço e conseguimos fotografar isso, além das mais diversas propriedades e elementos químicos presentes no no universo.

Porém, algumas pessoas não acreditam em nenhuma evidência que lhes foi apresentada por uma agência governamental. Muitos chegaram à conclusão de que a Terra seja realmente plana.

A teoria da “Terra Plana” era aceita na Idade Média, enquanto a cosmologia antiga da Mesopotâmia e do Egito também mostravam uma Terra plana e circular. Mas, o que será que aconteceria se a Terra realmente se tornasse plana?

Pesquisadores, sismologistas, astrônomos e físicos responderam essa pergunta sendo a resposta geral, uma morte certa para a humanidade. Confira:

 

 

Susan Hough

(Sismologista e autora de Pesquisas Geológicas nos Estados Unidos)

 

“Se a Terra fosse plana, certamente tudo seria caótico, dependendo do quão plana fosse. Para começar, a gravidade seria um problema imediato: a atração gravitacional é representada por G (m1 * m2) / r ^ 2, onde G é a constante gravitacional, m1 e m2 são duas massas e r é a distância. Uma esfera é a forma 3D que maximiza a área de superfície em relação ao volume, resultando em algo totalmente desconexo. Se você aplana a esfera, o lado oposto se aproxima do novo ponto central, mas as extremidades se espalham, então a gravidade da superfície se daria no centro.

Outros problemas de primeira ordem seriam o calor, a radioatividade, etc. Em nossa Terra esférica, ambos estão concentrados no núcleo. Se a terra fosse achatada, eles teriam que ir para algum lugar – presumivelmente muito mais perto da superfície.”

 

Marek Kukula

(Astrônomo no Royal Observatory em Londres)

 

“A Terra é redonda porque sua própria gravidade inevitavelmente a puxa para uma forma esférica. De alguma forma, fazendo-a ficar plana, primeiro você precisa encontrar uma maneira de desligar os efeitos da gravidade. Isso teria um efeito colateral infeliz que permitiria que a atmosfera da Terra fosse para o espaço, já que não estaria ligada a nada. Ou seja, dê adeus à vida.”

 

Carol Finn

(Investigadora Geofísica na US Geological Survey e ex-presidente da União Geofísica Americana)

Eu fiz várias suposições sobre isso e aqui estão algumas delas: uma é que a Terra seria achatada – isto é, todos os continentes e os oceanos estariam do mesmo lado (ao contrário do hemisfério norte de um lado e do hemisfério sul do outro – embora muitas das coisas que falo abaixo funcionem em ambos os casos). Eu também fiz a suposição de que a Terra estivesse girando em seu eixo como um Frisbee, e ainda girando em torno do sol, que ainda está a 93 milhões de milhas de distância:

 

1) Gravidade: no centro da Terra achatada, provavelmente as pessoas se sentiriam como nos sentimos agora. Nas bordas o campo de gravidade começaria a apontar um pouco para o centro, tornando cada vez mais difícil se mover para a borda. Pode parecer que você esteja subindo uma colina cada vez mais íngreme. Uma vez que você atingisse a borda, poderia andar mais facilmente no lado do disco da Terra, mas você seria puxado para o centro da Terra novamente. Duvido que alguém pudesse cair além dos limites para o espaço, não sei como os adeptos da teoria da Terra Plana pensam a esse respeito, mesmo que a porção de terra estivesse em diferentes locais do planisfério.

 

2) Todos veriam as mesmas estrelas durante um período de 24 horas.

 

3) Em dias claros, você veria sempre a popa de um barco, ou seja, nada iria desaparecer no horizonte como acontece agora por causa da curvatura da Terra, já que não haveria curvatura.

 

4) Se a Terra estivesse totalmente achatada, não haveria tectônica de placas como a conhecemos hoje, porque isso requer grandes (1000s de km) células de convecção no manto, então eu imagino que elas iriam parar de se mover. Então, isso significa que é improvável que novas montanhas se formassem.

Mas, mesmo sem a convecção do manto gerando calor, as fontes de calor radioativas do núcleo seriam próximas da superfície, de modo que poderia fazer com que tudo fosse muito quente com possibilidades de grande quantidade de vulcanismo, até o núcleo radioativo parar de gerar calor. Isso seria como o dia atual em Marte e Vênus com oceanos ferventes. Melhor dizendo: nós estaríamos mortos.

 

5) Dependendo da espessura da Terra, provavelmente não haveria um campo magnético porque isso requer dois polos e um disco plano só permitiria um polo. Sem o campo magnético, o vento solar eliminaria a camada de ozônio que nos protege da radiação ultravioleta nociva. Ou seja: estaríamos mortos.

 

6) Muito vulcanismo esfriaria o clima. Todas as correntes de ar, como o fluxo de jato e as correntes oceânicas, como o Gulf Stream, mudariam, o que mudaria drasticamente o clima.

 

Fonte: Gizmodo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *