Partido Pirata pede doações via web para se legalizar

Partido Pirata esteve presente na Campus Party deste ano
O Partido Pirata não é financiado por empresas, nem por outros partidos, nem por alguma entidade sindical poderosa. Depende unicamente das colaborações das pessoas que compartilham das mesmas ideias: transparência, elaboração da política de forma colaborativa, uso do software livre, radicalização da democracia, defesa da internet aberta e livre.

Já realizou sua Convenção de fundação. Mas precisa ainda registrar seus documentos, publicar no Diário Oficial da União, alugar uma sala em Brasília para ser a sede nacional do Partido (isso também é uma determinação da lei).

Estes custos são estimados em cerca de R$ 20.000,00 – vinte mil reais. Já foram arrecadados pouco mais de R$ 7.000,00

Raynei, ativista da EFF, esteve conversando com o PIRATAS
O Partido Pirata é o único que defende, em seu programa, o uso do software livre como um princípio. Por isso, pede o apoio da comunidade do software livre para ajudar em sua legalização.

O Partido Pirata defende ainda, entre outros pontos:

(i) a defesa dos direitos humanos,
(ii) a defesa do direito à privacidade,
(iii) a defesa ao acesso livre à informação,
(iv) a defesa do acesso e compartilhamento livres de cultura e conhecimento,
(v) a transparência pública,
(vi) a democracia plena,
(vii) o Estado Laico,
(viii) a liberdade de expressão e
(ix) a colaboratividade.

Para doar, acesse www.partidopirata.org/doacoes

Opine

comentários

Publicado por Wladimir

Nerd desde sempre. Começou a programar em Basic, em um CP 400 Color II lá por 1985. Fã de Star Wars, Star Trek e outras séries espaciais. Pai de 4 filhos - um era pra se chamar Linus, mas o nome encontrou muita resistência :( Aliás, software livre é outra paixão. Usuário Linux desde 1999. Presidente da Associação Software Livre Santa Catarina. Defensor do livre compartilhamento. É o compartilhamento que tem feito a humanidade avançar. As ideias são uma construção coletiva da humanidade :) Foi fundador do Partido Pirata do Brasil e membro de sua 1ª Executiva Nacional (2012-2014). Foi também assessor do gabinete do Ministro da Ciência e Tecnologia durante 2016, até a efetivação do golpe que destituiu Dilma Rousseff. Ah, também é editor aqui dessa bagaça, onde, aliás, você também pode colaborar. Só entrar em contato ([email protected]) e enviar suas dicas, artigos, notícias etc. Afinal, a Força somos nós!

Website: http://www.nerdices.com.br

Este post tem 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *