Feliz ano novo: 3 resoluções para colocar em dia sua vida digital

Pular 7 ondas, reduzir faturas de serviços on-line, ajustar configurações de segurança e melhorar as senhas – chegou a hora!

Não fique só nos pensamentos sobre a dieta, a pós e a viagem que vão iniciar sem falta em janeiro: inclua os bons hábitos digitais nesta virada de ano, que é o momento de prometer fazer aquilo que você sabe que deveria fazer o ano inteiro mas ainda não fez.

Uma vantagem: você pode zerar os 3 itens da lista a seguir já na primeira semana de janeiro. Ou hoje. Mas fica a dica: o ideal é que todos eles virem hábitos!

1 – Revisar configurações das suas contas de serviços online

Sua conta do Facebook, do Twitter e do Dropbox têm vários recursos que merecem auditoria regular e, se você ainda não faz isso, deveria fazer ao menos uma vez agora, como resolução de ano novo.

Exemplos:

Aproveite para encerrar ou bloquear as contas em serviços que você já não usa mais mas continuam lhe enviando notificações, repassando seus dados e contatos e fazendo tudo o mais que você concordou nos termos de uso que confirmou sem ler e aos quais ainda não renunciou!

2 – Rever os serviços online que você consome

Se você tem contas (pagas) em serviços como Netflix, diversas categorias de música on-line, video on-demand (da operadora de TV a cabo ou outros), TV a cabo, sites de conteúdo exclusivo, jogos on-line, assinaturas, armazenamento, comunicação, segurança de dados, etc., vale conferir se não está pagando mais do que o consumo justifica.

É fácil auditar: vá no histórico do cartão de crédito (ou visite o site de cada serviço) e veja quanto cada um deles custa por ano, e como foram afetados pela variação cambial de 2016.

Além do preço, analise o valor: por exemplo, se algum deles está custando mais do que vale a pena continuar pagando, ou se você os usa menos do que pensou que usaria, ou ainda se o conteúdo de algum deles passou a ser oferecido por um concorrente mais conveniente!

3 – Adotar uma estratégia para senhas

Senhas são cada vez menos seguras. Existem alternativas melhores do que elas (informe-se sobre elas em 2017!), mas o mínimo que você precisa fazer é ter uma senha diferente para cada serviço ou recurso, trocá-las com frequência, e garantir que nenhuma delas conste no dicionário ou seja parecida com uma palavra que consta.

Lembre-se de que, além dos variados vazamentos de milhões de senhas que você vê na TV, outras senhas vazam aqui e ali e ninguém fica sabendo. Se alguém consegue associar uma senha vazada a algum outro dado seu (um login ou endereço de e-mail, por exemplo), e você usa essa mesma senha em outro serviço no qual está registrado esse mesmo login ou e-mail, já era.

É fácil escolher senhas fáceis de lembrar e difíceis de adivinhar, e você pode considerar usar serviços de auxílio, como o renomado 1Password, por exemplo.

via Efetividade

Opine

comentários

Publicado por Wladimir

Nerd desde sempre. Começou a programar em Basic, em um CP 400 Color II lá por 1985. Fã de Star Wars, Star Trek e outras séries espaciais. Pai de 4 filhos - um era pra se chamar Linus, mas o nome encontrou muita resistência :( Aliás, software livre é outra paixão. Usuário Linux desde 1999. Presidente da Associação Software Livre Santa Catarina. Defensor do livre compartilhamento. É o compartilhamento que tem feito a humanidade avançar. As ideias são uma construção coletiva da humanidade :) Foi fundador do Partido Pirata do Brasil e membro de sua 1ª Executiva Nacional (2012-2014). Foi também assessor do gabinete do Ministro da Ciência e Tecnologia durante 2016, até a efetivação do golpe que destituiu Dilma Rousseff. Ah, também é editor aqui dessa bagaça, onde, aliás, você também pode colaborar. Só entrar em contato ([email protected]) e enviar suas dicas, artigos, notícias etc. Afinal, a Força somos nós!

Website: http://www.nerdices.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *