As verdades que ninguém quis te contar sobre a Indústria Pornô

Os filmes para adultos, ou os conhecidos filmes pornôs, são um tipo de entretenimento que todo mundo assiste. Enquanto você está lendo esta matéria, cerca de 10 pessoas estão vendo um filminho adulto em vários lugares do mundo.

Um filme de natureza como a do pornô esconde muitos segredos em seus bastidores.

Já imaginou o que pensam e passam os atores e atrizes do mundo do filme pornô sobre o trabalho deles e os bastidores das gravações e sets de filmagem?

O meio pornográfico é um mundo cheio de bizarrices e coisas que você nem imagina, principalmente quando falamos de atores e atrizes. Um ícone da indústria pornográfica, James Deen, teve sua conduta questionada e denunciada por algumas atrizes e isso acabou causando um alvoroço dentro do meio de filmes do gênero.

Ele tem sido acusado de comportamento agressivo e estupro. Em entrevista ao Vocativ, a atriz pornô Lily Labeau afirmou que Deen a batia com bastante agressividade e uso desmedido da força e que isso foi “a coisa mais traumática que aconteceu comigo na minha carreira“.

Até mesmo sua ex-namorada, Stoya, chegou a denunciar o cara. E com o calor das denúncias, o debate sobre o assunto esquentou e um artigo foi publicado na editoria Broadly, da revista Vice, reunindo uma série de depoimentos de profissionais que trabalham na área do pornô.

Os abusos

Alguns atores apontaram no artigo a dificuldade em se denunciar certos comportamentos e atitudes que se configuram em abuso. Chad Alva afirmou que  “Mas o pornô é uma forma de entretenimento muito agressiva. Eles querem apenas os p*** mais duros e pessoas que transem como se fossem morrer amanhã”.

O ator de filmes LGBTs, Conner Habib, conta que “Os caminhos para provar um abuso são extintos quando o assunto são pessoas que trabalham com sexo. Imagine que você é um cara que, no seu trabalho, faz sexo com cinco homens e um deles ultrapassa o limite. Você tem que ir até a polícia e dizer que um desses cinco homens o violou”.

O site que trabalha com temas sadomasoquistas, Wasteland, separou uma manual com três páginas de texto(todos os atores devem assinar) sobre práticas depois que Stoya fez acusações sobre Deen. Segundo as regras, dizer “não” é um direito dos atores e tudo deve ser negociado e acordado sobre como irá para o ar antes de entrar no set.

Segundo Tasha Reign, que produz para sua produtora, “O público não faz ideia do que acontece. Pornografia devia ser tratada como qualquer outro gênero de entretenimento. Há profissionais e amadores. Não é a mesma coisa. Nem todas as companhias trabalham da mesma forma. Parte disso acontece por falta de informação. Nos filmes, eu interpreto uma garota que gosta de transar com todos. Isso é uma personagem que faço. Não quer dizer que sou assim

Já com 20 anos na área, Seymore Butts afirma que “As mulheres precisam fazer favores sexuais para agentes, diretores, empresários, jurados e críticos, atores são exigidos a fazerem coisas que não foram acordadas antes. Sexo é algo regular nas festas, sexo oral é quase como um cumprimento“.

Opine

comentários

Publicado por Wladimir

Nerd desde sempre. Começou a programar em Basic, em um CP 400 Color II lá por 1985. Fã de Star Wars, Star Trek e outras séries espaciais. Pai de 4 filhos - um era pra se chamar Linus, mas o nome encontrou muita resistência :( Aliás, software livre é outra paixão. Usuário Linux desde 1999. Presidente da Associação Software Livre Santa Catarina. Defensor do livre compartilhamento. É o compartilhamento que tem feito a humanidade avançar. As ideias são uma construção coletiva da humanidade :) Foi fundador do Partido Pirata do Brasil e membro de sua 1ª Executiva Nacional (2012-2014). Foi também assessor do gabinete do Ministro da Ciência e Tecnologia durante 2016, até a efetivação do golpe que destituiu Dilma Rousseff. Ah, também é editor aqui dessa bagaça, onde, aliás, você também pode colaborar. Só entrar em contato (42@nerdices.com.br) e enviar suas dicas, artigos, notícias etc. Afinal, a Força somos nós!

Website: http://www.nerdices.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *